Abará na folha de Pariparoba (ou feijão de pacotinho)



Semana retrasada cozinhei abará na folha de pariparoba e ficou bem simpático, mas o auge foi quando meu filho chamou o prato de “feijão de pacotinho”. O que esperar de uma criança de 2 anos? Depois dessa, achei que deveria explorar mais esta receita por aqui. Prato típico da cultura afro-brasileira, o abará é preparado com feijão fradinho, temperos e dendê. A iguaria ancestral marca presença na culinária baiana e tem bastante expressão nos terreiros – no candomblé o abará é oferecido a Xangô. A massa é envolta em folha de bananeira e cozida lindamente no vapor, acompanha vatapá e caruru. Nesta versão eu te mostro como fazer na folha de pariparoba (ou caapeba), uma planta comestível e relativamente fácil de encontrar em matas e jardins.


(os abarás na folha de pariparoba, amarrei com fiozinhos de fibra natural. Na última foto o recheio sem o óleo de dendê).


Tenho dois “pés” de pariparoba em casa e acho uma espécie muito interessante de observar, sempre reparo que as folhas nascem de um jeito tão curioso. Uma delas fica aqui do lado de fora do meu ateliê e consigo acompanhar seu jeitinho ao longo do dia, ela cresce bastante pra cima e adora chuva. As folhas podem ficar bem grandes, mas são as mais novas que colhemos para consumir. Seu design é perfeito para abraçar recheios e fazer efêmeros pacotinhos, como abarás e charutinhos. Ela é da família das pimenteiras e, apesar de não ser ardida, é preciso ter certo cuidado para não consumir em demasia.



(folha linda com formato de coração, desta vez o recheio estava com o óleo de dendê)

O grande lance desta receita é deixar o feijão de molho, descartar a primeira água e em seguida fazer o preparo. A segunda dica é deixar a massa fermentar por algumas horas. Deste jeito fica mais digerível e ao paladar, bem agradável. Da sobra você pode fazer hambúrgueres, como os que mostro na página p. 96 do livro Jardim Comestível - cozinha mediterrânea à brasileira.


Feijão de pacotinho (ou abará na folha de pariparoba)

4 porções


1 xícara de feijão fradinho

1 cebola picadinha

Óleo de dendê a gosto

Salsa fresca picada a gosto

Sal a gosto

Pimenta a gosto

10-15 folhas novas de pariparoba (caapeba) ou folhas de bananeira


  1. Deixe o grão de molho por uma noite, escorra, coloque em uma bacia e cubra com água novamente. Retire a pele do feijão esfregando-o bem entre as mãos – para retirar as que forem saindo, use uma peneira e vá catando na superfície da água.

  2. Processe o feijão com a cebola até virar uma pasta. Você pode usar um moedor de grão manual e depois pilar bem, ou um processador. Neste último caso, se for necessário, adicione um pouquinho de água. Mexa bem com uma colher para incorporar ar, tempere com salsa, sal, pimenta e o dendê, misture.

  3. Lave bem as folhas e recheie com um pouco da massa, feche, fazendo um pacotinho, e amarre com um barbante feito de fibra natural.

  4. Cozinhe os abarás no vapor por 25- 30 minutos ou até ficarem bem firmes, o tempo de cozimento depende muito do tamanho do seu abará.

  5. Sirva em seguida.

Ah! Quando o abará é preparado na folha de bananeira, ela é descartada e consome-se somente o feijão. Já na pariparoba é possível consumir a folha, caso deseje.


Fotos e ilustrações: Rita Taraborelli

24 visualizações0 comentário
Sorocaba - São Paulo - Brasil