Suco de abacaxi com menta aquática



Apesar de ter a menta aquática no jardim há anos, comecei a descobrir sua verdadeira personalidade no ano passado. O mais interessante é o quanto demorei para constatar que ela era uma menta, talvez por conta de seu formato e sabor diferenciado, ou talvez porque a chamam por outro nome aqui na região, de levante ou alevante.


Antes só fazia um chazinho com ela, coisa e tal, mas tenho descoberto alguns outros caminhos nesta relação. O sabor lembra bem de longe a menta e não é quase nada refrescante, é definitivamente diferente, o teor de mentol é bem baixo quando comparado às demais variedades. Inclusive é uma erva que tem bastante personalidade no paladar, ela é penetrante, sofisticada, do tipo que vai fazer você amar ou odiar seu sabor. Suas folhas são bem mais arredondadas que as outras mentas e às vezes podem ter um pouco do tom roxo de sua haste.


Seus outros nomes são hortelã-da-água, levante, alevante, hortelã-bergamota, hortelã mourisca (Portugal), watermint (inglês), menta d'acqua, como definem os italianos, entre muitos outros nomes populares. E todas estas nomenclaturas aquáticas são para identificar que ela gosta de lugares alagados. Desconfio que a planta que tenho aqui seja da variedade “citrata” ou hortelã-bergamota/hortelã-limão, como já vi em Portugal, pois tem uma leve nota cítrica – aliás lembra muito o sabor da folha de limoeiro.


Comecei plantando em uma banheira de ervas, mas o problema é que ela se espalha com tanto vigor que acabou atrapalhando o crescimento de outras ervas que também estavam na banheira. Transferi para outros locais do jardim, pois ela domina e pode tirar outras plantas de seu caminho. Portanto, se o teu espaço é pequeno como o meu, plante em vasos! Mas se você tiver um bom canto, fica linda e bem feliz no chão. Aqui onde moro ela começa a florir no começo do outono e fica embelezando o ambiente por um bom tempo.


Mentha aquatica em flor =)

Sempre olhei para esta belezura como uma planta exclusivamente medicinal e, ignorância minha, nunca havia de fato cozinhado com ela até o outono do ano passado. Na culinária você pode usar ela crua ou cozida, tenho gostado de refogar ela junto com o alho no molho de tomate, mas cozida com o arroz e fermentada no tepache também ficou bem interessante. Ramos inteiros e com as flores, garantem belíssimas águas aromatizadas para servir em ocasiões especiais durante o outono.

Quero muito te contar esta receitinha super óbvia que tem ganhado vida aqui em casa, é perfeita para esta época do ano, quando começa a esfriar e aparecem as crises respiratórias, um bálsamo de outono.


Suco de abacaxi com Mentha aquatica

3 copos


1 abacaxi maduro, descascado e picado

1 pedaço de gengibre com a casca, aproximadamente 1-2 cm

Folhas de menta aquática a gosto, uso aproximadamente 30 folhas graúdas para uma jarra

1 limão espremido

1 copo de água

  1. Coloque todos os ingredientes no liquidificador, processe e, se desejar, coe.

  2. Consuma imediatamente.

Você pode fazer o suco sem a água.



11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo