Puxurí, uma especiaria brasileira

Atualizado: Set 6

Puxurí, paxíri

[Licaria puchury-major]





Puxuri, taí uma especiaria muito interessante, versátil e brasileira. Também conhecida como pixurí ou pichuri, é chamada de noz-moscada brasileira. Nativo da amazônia, o puxuzeiro é responsável por esta semente aromática que fica ótima para temperar banana, mandioca, batata, inhame, cará, milho e outros ingredientes de sabor suave. Eu gosto bastante desta especiaria, sempre que posso uso nos preparos e também sugiro em algumas receitas dos meus livros.


Não me lembro ao certo quando e onde conheci o puxuri, mas foi durante o período que cozinhava como personal chef e também em pequenos eventos. Nesta época eu saía garimpando os ingredientes, viajava muito, frequentava muitas feiras e sempre voltava com vários pacotinhos pra casa. E toda vez que eu servia algum preparo temperado com essa sementinha aromática, percebia o quanto as pessoas a desconheciam em toda a sua versatilidade. Precisamos falar mais sobre ela.




O uso é tal como o da noz-moscada, com parcimônia. Não é preciso colocar muito, um pouquinho dela ralada na hora já é o suficiente. Gosto bastante de temperar "doces de padaria” como bolos, biscoitos, torta de banana e granolas, também a ganache de chocolate e o sorvete de banana (receita abaixo). Nos preparos salgados sugiro experimentar colocar o puxuri no nhoque, no hambúrguer de mandioquinha, no creme de inhame, no bechamel, entre outros. Encontrei algumas anotações de receitas e pretendo aos poucos compartilhar com vocês por aqui.


Para quem quer começar a usar e não sabe como, lembre-se que o nosso puxuri é semelhante à noz-moscada, ou seja, vai bem em quase tudo que você já temperou com ela. Para quem já cozinha, fica fácil. Além do uso culinário, a especiaria é indicada na medicina folclórica como calmante e auxiliar no tratamento de insônia.


Onde encontrar? Bom, assim como muitas ervas e especiarias da nossa cultura, você pode encontrar nas famosas e populares "casa de ervas”, se você tiver sorte. Nestes locais o valor é bem acessível, mas nem sempre a encontramos, pois cada “casa" é diferente. Um outro lugar mais certeiro, porém mais gourmetizado e caro, é a marca Bombay que vende inúmeros condimentos. Funciona se você morar nos grandes centros. Uma outra excelente opção é pelo Mercado Livre, cuja venda na maior parte das vezes é feita em grandes quantidades, mas vira e mexe tem alguém vendendo de pouquinho. Não precisamos de muito.


Confira a receita do sorvete de banana temperado com puxuri:


Sorvete de banana com Puxuri

4 porções

Tempo de preparo: 20 minutos + 4 horas freezer


O preparo deste sorvete é simples, só exige tempo para congelar a banana e hidratar a linhaça, se você se programar o processo pode ser bem prático.


6 bananas nanicas bem maduras, descascadas e congeladas

1/2 xícara de água

4 a 5 colheres (sopa) de tahine

1 generosa pitada de puxuri ralado na hora

1 pitada de canela

1/2 xícara de água (caso precise)


1. Em um liquidificador, bata as bananas cortadas na metade, o tahine e o puxurí até obter um creme.

2. Desligue e mexa algumas vezes se for necessário.

3. Se o tahine estiver muito seco, coloque um pouco de água. Para o sucesso da receita, é importante que o tahine esteja cremoso.

4. Sirva imediatamente ou leve para o congelador até a hora de se deliciar.



77 visualizações