Compota rústica de caqui, cambuci e pacová

Uma das melhores surpresas que anunciam o outono é a chegada dos caquis aqui na região onde moro. Semana retrasada me empolguei com os primeiros frutos que vi e acabei trazendo muitos pra casa, e tudo amadureceu tão rápido que tive que preparar uma compota para não perdê-los. Experimentei agregar alguns frutos de cambuci à receita (que também iniciam seu período de colheita nesta época) e o resultado ficou tão interessante que decidi anotar e contar para vocês.


Caqui rama forte

Aqui usei a variedade de caqui rama forte, que é aquela que fica bem macia ao amadurecer e uma das mais fáceis de encontrar neste período do ano. Como o caqui maduro é extremamente doce, o açúcar da receita é opcional. Mas como eu tinha muito caqui, resolvi colocar para aumentar um pouco a durabilidade da compota. Para preparar a versão sem nada de açúcar, recomendo usar os caquis em seu grau máximo de amadurecimento, pois estarão bem docinhos.

Cambuci

O cambuci é um fruto da Mata Atlântica, da família das mirtáceas, e tem um sabor que lembra muito a jabuticaba, mas com um toque de limão. É azedo e não é doce, e contrabalanceia super bem com sabores adocicados. O fruto tem um formato que lembra um disco voador. Usei cambuci congelado que ganhei do produtor Vitor do Instituto IEAOU – ele comercializa pelo Instituto Auá e você pode encontrar os frutos por aqui.


Pacová – sabor especial

Para temperar esta receita usei uma especiaria que também é da Mata Atlântica e se chama pacová. Conhecida como o cardamomo brasileiro, faz jus ao nome e tem as sementinhas com sabor muito similar ao cardamomo verdadeiro. Apesar de ser um ingrediente da nossa terra, é mais difícil de se encontrar nos armazéns do que o estrangeiro.


Rústica – com casca e tudo

Acabei chamando esta compota de rústica pois coloquei todos os frutos com casca e tudo. Após o cozimento passei o preparo por um moedor manual, o que deixou a consistência mais fina, mas ainda bem rústica.




Compota rústica de caqui, cambuci e pacová

24 caquis rama forte bem maduros

3 cambucis

1-2 bagas de pacová ou 5 cardamomos

1 xícara de açúcar demerara (opcional)

  1. Lave bem os caquis e descarte a parte superior em que fica o cabinho, corte ao meio e coloque em uma panela funda e de fundo grosso.

  2. Corte os frutos de cambuci ao meio e junte aos caquis.

  3. Abra a baga de pacová e separe as sementinhas, triture em um pilão e coloque na panela (descarte as casquinhas da baga).

  4. Misture o açúcar com os frutos e leve ao fogo. Assim que começar a ferver, reduza o calor e cozinhe por 30-40 minutos ou até atingir consistência cremosa. Mexa, eventualmente, durante todo o cozimento.

  5. Após finalizar, passe a compota por um moedor de alimentos manual ou por uma peneira de metal grossa.

Dica: para evitar ter que passar pela peneira ou moedor, retire antes as cascas do caqui e descarte.

24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo